segunda-feira, agosto 20, 2007

O Toque do teu nome !









Nossa beira-mar...





Há um silêncio imenso que balança no meu
Peito apertado
O sangue desce entre as margens de mim
Descompassado
Perante a leve brisa nocturna.




Há uma vontade que percorre o corpo
Desenfreado
Numa dança de compasso desejado
E me conduz ao tudo da tua alma.




Há a ausência de mim
Que se multiplica nos lençóis de cetim
Em ecos de prazer, quando me possuis.




Há este gesto de te tactear o sentido
Ondulado
Num começo de foz renovado
Após o rebentar de espuma à nossa
Beira-mar.



(Nas paredes da praia deixámos grafites da chuva que caminhava mansinha).




Há um manto de pele, perfumado de jasmim
Pétalas de suor que caem em mim
E uma a uma cobrem o abraço feito noite.




Há uma estrela de um mundo nunca tocado
Que brilhou num tempo passado
E na noite abriu só para os dois, com a Lua
Crescendo em ti.




Há uma palavra que veste o meu peito
Apertado
Quando o sangue me sobe descompassado
No beijo imenso do teu olhar.












1 comentário:

Amadeu's disse...

Há uma única palavra : Lindo! Lindo!

Beijinhos