quarta-feira, dezembro 13, 2006

O Toque deste Natal !





Carta da holly* para o Pai Natal

Era uma vez...
Assim começa esta história

Um pequeno tronco de azevinho...
De cor verde, mais verde que existe
Com enfeites de vermelho diamante
Esquecido a um canto...sozinho.
Porque estará assim triste?

Toquei-lhe suavemente...a medo
Olhou para mim com surpresa
(Com um olhar de rara beleza)
E disse-me quase em segredo:
Leva-me contigo...queres?

Peguei-lhe pela mão...
E partimos as duas sorrindo
Por entre os acordes de uma canção!

Já a Lua anunciava a noite a nascer
E o luar iluminava os cabelos do mar
Pediu-me de'mansinho:
Preciso de ti para escrever...
Uma carta ao Pai do nosso Natal
Para que este seja diferente
O início de uma festa sem igual
E o Mundo aprenda...a ser gente!

Meu querido Pai Natal
Sou um simples pedacinho de azevinho,
Lembras?...Usas-me a enfeitar teu barrete!
Desculpa a minha ousadia...
Mas, sei que me olhas com carinho!
Vou pedir-te algo para a humanidade:

12 dias de Natal de boa vontade!

No 1º dia...
Peço-te que silencies a guerra
Devolve-nos os sons da natureza...
Que volte o Amor pela mãe terra!

No 2º dia...
Traz-nos de novo a Paz
Não deixes que a voltem a enganar
Mostra-lhe a falta que nos faz!

No 3º dia...
Não deixes que exista criança
Com tristeza e lágrimas no olhar
Oferta-lhes a magia da esperança!

No 4º dia...
Acaba com a palavra dor
Que desapareça a mágoa do sofrimento...
Que ninguém beba desse amargo licor!

No 5º dia...
Liberta os nossos animais
Que não mais vivam em cativeiro...
E as grades não voltem jamais!

No 6º dia...
Devolve a alegria aos oceanos
Que voltem as águas de olhar limpo...
Acabem os rios de enganos!

No 7º dia...
Protege a amiga floresta
Acabem com a sua destruição...
Vamos multiplicar a que resta!

No 8º dia...
Que a disputa nascida do poder
Desapareça do bater dos corações...
E saibamos nas margens do mesmo rio viver

No 9º dia...
Apaga a palavra sem-abrigo
Substitui por "minha alegre casinha"...
E oferece o amor de um tecto amigo!

No 10º dia...
Encontrem abraços de Amizade
Esqueçam a cor feia da hipocrisia...
Vivam as cores do arco-íris da verdade!

No 11º dia...
Que se apague a tristeza do olhar
Volte o tempo do carinho e da ternura...
Voltem a conjugar o verbo partilhar!

No 12º dia...
Concede-me só mais este pedido
Que seja o primeiro de muitos Natais...
Para alguém que está do Natal, perdido!

(Peace and Love)

Su@vissima
*holly (azevinho)




2 comentários:

Abssinto disse...

Era bom.

bj

Granny disse...

Cada vez está mais belo o teu blog, realmente a palavra que se sente ao lê-lo é SUAVIDADe que nos faz bem, bem hajas querida amiga.
Desejo-te um Feliz Natal e um óptimo Ano Novo.
Bjs e mil felicidades da
Granny
http://colinhodagranny.blogs.sapo.pt/