segunda-feira, maio 21, 2007

Um Toque do por-de-Sol !







Ombro no ombro...


Hoje fui até ao mar
Já o dia anunciava o fim da tarde

(Agrada-me ouvir o por-de-Sol, adormecer)
Espreguiçando numa dança calada
Vestido daquela cor de fogo que arde
E vai nadando mar dentro, até desaparecer
Deixando o céu da sua cor matizada.


No horizonte um azul de branda seda...
Fecho os olhos, e oiço o perfume
Dos pedacinhos de Sol a esconder
E de mansinho, se acende a labareda
Da lua e seu luar de queixume.
(Porque não me vens buscar?)


Caminho entre a espuma e a areia
Pela mansa e alegre ondulação
Que me acompanha o pensar...

Enquanto desenho esta ideia
De voar com as asas do coração
Por entre as ondas mergulhar
E caminharmos, mão na mão
(ombro no ombro, a dançar)

Su@vissima



3 comentários:

Barão da Tróia II disse...

E que bela maneira de dançar toda a semana, senão vir aqui para te ler, boa semana.

Pierrot disse...

Hoje gostava de ter ido ao mar...
Sinceramente, faz-me falta respirar as ondas, cuspir a maresia que me estala na cara, piscar os olhos fustigados pelo vento e porque não, sentir a chuva que nos molha o corpo mas lava-nos a alma.
Muito bom mesmo.
E para não variar, vou cobrar-te o site ou o teu fornecedor de fotografias pois uma vez mais, bingo!
Bjos daqui
Eugenio

sono_vem disse...

take two...:))

Pôr do sol
ao por do sol
eu vou te dizer
logo vem a noite
e a lua para iluminar
com desejos conhecidos
e ambiente para te amar
nos entregamos á paixão
não há como evitar
caminho que me guia
nosso amor não vai morrer
quando as estrelas brilham no céu
seus raios de luz te estão a dizer
que a lua bem no alto,és tu
e então...eu serei amor eterno
e o luar serás tu
ardente de paixão
que brilhas em meu coração
vou ficar em ti a noite inteira
para viver este sonho
e voar mesmo sem ter asas
ah...e se esse tempo eu pudesse parar
é loucura,é desejo,é poesia
mão no ombro,mão na cintura,mão na mão e dançemos...