sexta-feira, junho 23, 2006

O Toque da oferta !


No voo da borboleta...

Hoje queria-te presentear
Com algo do chão de mim...
Que te inundasse de cor,
Nela te pudesses banhar...
Já sei!...flores do meu jardim
Que te perfumem o sabor.

Hoje sinto este querer-te oferecer,
Uma rosa de vermelho intenso
De um aroma forte de jasmim,
Que não te deixe esquecer...
Este desabrochar imenso...
De estares esvoaçando em mim,
Um tão saboroso apetecer.

E eu vou guardar o segredo...
Que me libertas o incenso...
E te perfumas de prazer...
Quando ao toque de teu dedo...
Sussurro que te pertenço.

Vem, borboleta de mim...
Ofereço-te a flor de meus seios,
Fecunda o meu imenso jardim.

3 comentários:

Anónimo disse...

Hummm...jardim de admiráveis e...desconhecidos aromas perfumados.
As suas palavras vão plantando e florindo o meu prado verde.
É lindo o que escreve.

Pierrot disse...

Onde foste desencantar essa foto?
Demais...
As borboletas sempre me encantaram, sempre me inspiraram.
E trago sempre comigo uma música, "Burterfly on the wheel" dos The Mission que me faz esvoaçar sempre para bem longe.
Grande texto
Bjs
Eugénio Rodrigues

Carlos disse...

As tuas mãos acariciam
O meu rosto,
Deslizam
Pelo meu corpo
Sinto o sabor
Da tua boca.
Perdido de amor
Simplesmente louco.
Sinto o teu perfume
A tua pele suada
E um som de queixume,
Mistura-se a uma balada.
De repente fixo o teu olhar
E beijo-te com ternura
Sem limites para dar
Amor com loucura.