segunda-feira, abril 24, 2006

O Toque de branco mel!


De silêncio sabor...

Bebo no teu ombro de sumo moreno,
Saciando-me no segredo da pele,
Habito os teus olhos, banho em flor,
Abrindo as pétalas do meu olhar,
Gravadas na noite em brando cinzel,
Em teus lábios, murmuro o sabor...

Quero-te meu, em branco mel!
Queres meu arrendado lençol, namorar?


Enamora-te ao beijar meu seno,
Pérola das tuas noites de prazer,
Delicia-te no chão do meu jardim,
Regato sedento de teu alvo papel,
Deseja-me na rua de teu gemer,
Que me chama à porta, assim...

Quero-te minha, em branco mel!
Queres meu arrendado lençol namorar?

Su@vissima

1 comentário:

José disse...

A paixão é vida, mas atenção alguém disse um dia que ninguém é de ninguém.

Adorei a frase:
Delicia-te no chão do meu jardim.

José