terça-feira, abril 11, 2006

Toque da jornada!


Desnudando o véu

Caminho rumo à estrela do Norte,
Arrastando-me nesta viagem,
Num doce vagar de lesma,
De que me erguerei em grito selvagem,
No dia do silêncio da morte...
Inventando a sombra de mim mesma.

Ao longo desta minha jornada,
Fui estrela de alguém amanhecer,
Brilhando com tudo de algum nada,
Fui Lua mágica no crescer,
Por um "deus" Sol enfeitiçada...
Pétala de fruto a amadurecer.

E na mais curta caminhada...
Quebro o silêncio da razão,
E do perfume da manhã desejada,
Ao Sol da tarde que vem ou não,
A memória de alguma noite ignorada,
Desaparece na flauta da ilusão.

Caminho rumo à estrela do Sul...
Desnudando o véu suave do coração!

Su@vissima

3 comentários:

Bia (min_lx disse...

Poesia que me transporta para locais de ilusão. Veludinho de sentimentos.
Beijokinhas da,
Bia

Alien disse...

Obrigado (:

Vou adicionar-te à lista de blogs que possuo no meu, aos "passageiros"...

doce este teu cantinho, voltarei sim tb ;) ***

Tuche disse...

É quase uma terapia para mim ler os teus posts...